Quais áreas existem dentro do setor de recursos humanos em uma grande empresa?

O setor de Recursos Humanos (RH) é fundamental em qualquer empresa, seja do ramo de produtos químicos ou de conserto de portão automático. Ele é responsável por gerir as pessoas que trabalham na organização e garantir que elas estejam alinhadas com a missão, visão e valores da mesma. 

Dentro do RH, existem diversas áreas que têm funções específicas e fundamentais para o sucesso da empresa. E foi pensando nisso que criamos essa postagem. Ficou curioso e deseja entrar a fundo nesse tema? Então, continue com a gente.

Recrutamento e Seleção

Assim como uma máquina empacotadora automática agiliza e padroniza o processo de embalar produtos, o RH aumenta a possibilidade de se encontrar talentos para determinadas áreas. 

Dentro dessa subdivisão está o Recrutamento e Seleção, que é responsável justamente por isso. Ela deve planejar e executar todo o processo seletivo, desde a divulgação da vaga (no LinkedIn, Facebook, Google e etc.), até a contratação do profissional. 

É importante que os colaboradores tenham bom conhecimento para fazerem entrevistas interessantes e escolher aqueles com as competências necessárias para a vaga, para garantir que os candidatos selecionados sejam os mais adequados para a posição.

Treinamento e Desenvolvimento

A área de Treinamento e Desenvolvimento tem como objetivo capacitar e desenvolver os profissionais da empresa para que eles possam desempenhar suas funções da melhor forma possível. 

Ou seja, irão identificar as necessidades dos colaboradores, criar planos de desenvolvimento de carreira e oferecer programas de capacitação. Esse ponto é essencial para manter os colaboradores motivados e engajados com a empresa.

Comparativamente, assim como um datador inkjet que possibilitam a impressão de códigos variáveis, como lotes, datas de validade, código de barras, logotipos, códigos datamatrix e QR, em praticamente qualquer material, como plásticos rígidos e flexíveis, metais e etc., o colaborador terá uma visão ampla de tudo o que se faz ali.

Remuneração e Benefícios

A área de Remuneração e Benefícios, como o próprio nome já diz, é responsável por definir a política salarial, bem como se terão convênio médico, odontológico, cesta básica, vale refeição e alimentação e etc. 

Ela analisa o mercado para garantir que esses fatores sejam competitivos e atrativos, se comparados com a concorrência. Além disso, administra os programas de incentivos, como bônus e participação nos lucros.

Ou seja, é correto dizer que para um funcionário que está diante de duas marcas de embaladora filme pvc, uma delas com ótimos benefícios e outra com um salário mediano e nada mais, certamente ele escolherá a primeira opção.

Gestão de Performance

A área de Gestão de Performance é responsável por definir e monitorar os indicadores de desempenho dos colaboradores. Ela cria um sistema de avaliação de desempenho, que permite identificar os pontos fortes e fracos dos colaboradores e definir planos de ação para certas melhorias a curto, médio e longo prazo. 

Essa área é fundamental para garantir que os colaboradores estejam alinhados com os objetivos da empresa e para identificar oportunidades de melhoria. Esse tipo de apontamento, tem como principal finalidade mostrar a todos que os gestores estão de olho na carreira e possibilidade de crescimento dos demais.

Saúde e Segurança do Trabalho

A área de Saúde e Segurança do Trabalho garante que os colaboradores trabalhem em um ambiente seguro e saudável. Os colaboradores que ali estão precisarão moldar e pensar em programas de prevenção de acidentes, avaliar e controlar os riscos ambientais, monitorar a saúde dos colaboradores e oferecer programas de saúde e qualidade de vida. 

Essa área é fundamental para garantir a integridade física e mental dos colaboradores. A cultura empresarial acaba passando por aqui também, já que ninguém deseja estar em um ambiente oscilante e com riscos para a própria vida, não é mesmo?

Gestão de Talentos

A área de Gestão de Talentos identifica e desenvolve os profissionais com maior potencial dentro da empresa. No caso dos programas, eles devem ser analisados para gerarem possibilidades de sucessão e planos de carreira. 

Tudo isso para garantir que aqueles que se destacarem no dia a dia sejam identificados e desenvolvidos para ocupar posições estratégicas após o afastamento de alguém ou a aposentadoria de um colaborador mais antigo. 

Com todos esses detalhes colocados em prática, fica mais fácil separar esses subsetores e ter uma marca ainda mais forte.

Gostou do conteúdo? Então, conte para gente nos comentários e não deixe de acompanhar as novidades no blog e compartilhar nas redes sociais.

Este artigo foi escrito por Éder Pessôa, criador de conteúdo do Soluções Industriais.