Você está assustando os candidatos com o seu recrutamento?

“Assustar” pode ser uma palavra um tanto quanto forte, mas há alguns processos que realmente deixam os candidatos assustados e tensos. Em geral, esses recrutamentos possuem várias etapas de entrevistas, preenchimento de grandes questionários ou ainda os candidatos não recebem uma posição sobre a vaga dentro de um prazo adequado, isto é, falta comunicação.

Então, porque esses tipos de recrutamento feitos de forma desleixada e sem preparo ainda são comuns? Certamente, muitos recrutadores e profissionais de Recursos Humanos teriam o prazer de fazer um processo de contratação com rigor e cuidado, para se chegar a uma escolha que realmente seja construtiva e traga benefícios para a empresa.

Por outro lado, os candidatos, se querem mesmo trabalhar para a empresa, também irão se empenhar para passar pelas etapas do processo feito pelo recrutador.

Assim, quando você estiver construindo seu processo de recrutamento, tenha as seguintes coisas em mente:

  1. Faça questionários curtos para a triagem

Se você estivesse concorrendo a uma vaga você iria gostar de responder um questionário com mais de 5 páginas sobre suas experiências e competências profissionais, sendo que as mesmas perguntas serão feitas novamente na entrevista?

Por isso, você, como um bom profissional, deve ser estratégico nas perguntas de triagem. Faça uma lista de qualificações e competências importantes que todos os candidatos devem ter e elabore as perguntas a partir daí.

A triagem pode ser feita por meio online ou presencial. Sendo assim, as perguntas certas irão fazer facilitar seu trabalho, pois irão eliminar os candidatos não qualificados, sem espantar os bons.

  1. Procure não ser muito redundante

É perfeitamente OK que para fazer uma escolha você chame o candidato para mais de uma entrevista. Mas, chamar o candidato para 4 ou cinco entrevistas já é demais e passa a impressão de que você não valoriza o tempo dele e acha que por ele estar procurando emprego não tem nada para fazer.

Isto dá ao candidato uma impressão negativa da empresa, fazendo com que, eventualmente, eles se retirem do processo de recrutamento por achar que a empresa é muito exigente.

Por isso, se preparar para a entrevista e tentar extrair ao máximo do candidato é a melhor opção. Por isso, reserve um tempo adequado para fazer a entrevista e evite marcar muitos candidatos no mesmo dia.

  1. Fale com os seus candidatos

Para quem está procurando emprego, a pior parte do processo, certamente, é o período em que se espera a resposta do processo de recrutamento.

Em alguns casos, infelizmente, os candidatos podem esperar semanas antes do gerente de contratação se decidir e, quando isso acontece, eles já podem estar em outra empresa.

Por isso, é importante lembrar que os candidatos também podem estar participando de outros processos de entrevistas e que você pode perder um ótimo profissional para a concorrência se demorar demais para dar a resposta ou por não os manter informados durante o processo.

Infelizmente, na maior parte dos casos, a falta de comunicação é consequência da falta de tempo. Muitas vezes, os recrutadores e departamentos de Recursos Humanos estão fazendo vários processos de escolha de candidato, o que faz ser difícil acompanhar todos eles e os manter informado.

Uma boa solução seria investir em um software de recrutamento que permita manter o candidato sempre informado, enviando avisos e e-mails automáticos a eles.

Ao fazer a escolha por um processo de contratação que seja mais funcional para a sua empresa, tenha em mente uma coisa fundamental:

Todos os candidatos e candidatos são ou futuros funcionários ou clientes em potência de sua empresa.

Assim, você sempre deve se empenhar para deixar a melhor impressão a eles, uma vez que isso contribuirá de forma definitiva para a imagem que você deseja passar para a sua empresa.